Raul na China
raulnachina
 

Orgulho de falar bem inglês

Esqueça a empostação dos apresentadores e o visual anos 50 do cenário. O que mais chama a atenção nesse programa da Tv estatal chinesa é o orgulho e a festa que se faz no país para quem fala bem inglês. O concurso acima é bastante popular (já vi umas três reprises do programa). Apesar de todo o nacionalismo chinês, o pragmatismo fala mais alto. Saber inglês é garantia de emprego e de salário melhor. Nunca ouvi ninguém reclamar do "idioma do imperialismo" por aqui.

Escrevi neste blog sobre as estimativas de que 100 milhões de chineses estejam estudando o idioma. Já vi caixas de supermercado com apostilas no colo para os raros minutos em que podem estudar. Vi operárias de fábricas no sul da China que, após turnos de 12 horas de trabalho, ficam estudando inglês em seus iPods piratas em pequenos dormitórios.

A importância do estudo no Extremo Oriente (incluídos Japão e Coreia) já é bastante conhecida e o respeito a professores e a participação da família no aprendizado são generalizados neste lado do mundo. Mas, usando um termo do meu amigo Tony Goes, para os chineses "já caiu a ficha" de que o estudo e o aprimoramento pessoal são dever de cada um _ não basta ficar esperando o dia em que governos farão tudo por nós. 

Escrito por Raul Juste Lores às 02h06

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Raul Juste Lores Raul Juste Lores, 33, correspondente da Folha em Pequim. Foi correspondente em Buenos Aires e editor de Internacional da Revista Veja e apresentador e editor-chefe do Jornal da Cultura, na TV Cultura.

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.